Obesidade Infantil e a Diabetes Tipo 2 – Qual a relação?

0
124

Neste artigo vamos tratar de dois grandes problemas de saúde que vem atingido as nossas crianças e as do mundo inteiro: obesidade infantil e a diabetes tipo 2.

Cada vez mais ouvimos casos, vemos na TV como crescem os casos dessas doenças, e muita gente não sabe que elas estão diretamente ligadas uma a outra.

Mas como assim, Cristina? Sim, e vamos ver porquê.

Qual a relação entre a obesidade infantil e a diabetes tipo 2?

Ultimamente, na maioria dos casos da diabetes entre as crianças e adolescentes era a diabetes tipo 1

Mas nas duas últimas décadas, a obesidade aumentou drasticamente  e a incidência da diabetes tipo 2 em crianças e adolescentes.

Para entendermos melhor essa relação, sabe-se que a obesidade está vigorosamente ligada à resistência de insulina.

Crianças e adolescentes nessa situação podem experimentar complicações microvasculares e macrovasculares mais jovens do que indivíduos que desenvolvem diabetes na idade adulta.

obesidade-infantil-e-a-diabetes-tipo-2

Hoje os profissionais da saúde  já tem sido aconselhados a realizar os exames adequados em crianças com o risco de adquirir a diabetes tipo 2, diagnosticar a condição cada vez mais cedo e ainda fornecer o tratamento adequado.

A obesidade e resistência à insulina são hipóteses de ser o mecanismo implícito para fatores de risco.

Prevenir a obesidade infantil é necessário porque a obesidade acarreta em desfechos nada favoráveis na saúde, tanto na infância quanto na fase adulta.

Como identificar se seu filho, que é obeso, tem diabetes tipo 2?

Os sintomas desse tipo de diabetes em crianças nem sempre fica fácil de se identificar, mas na maioria dos casos, a doença se desenvolve gradualmente, o que dificulta identificarem os sintomas.

E muitas crianças nem sentem os sintomas, por isso um acompanhamento médico é fundamental para a saúde do seu filho.

Procure notar se seu filho tem algum ou todos os sintomas abaixo relacionados:

  • Cansaço frequente e excessivo: se seu filho mostra sinais de cansaço ou sono, pode ser que seu corpo não esteja produzindo a quantidade de açúcar suficiente para que seja utilizado nas funções normais do corpo.
  • Sede excessiva: se seu filho anda com muita sede, ele pode estar com altos níveis de açúcar no sangue.
  • Ir ao banheiro várias vezes: quando os níveis de açúcar estão altos na corrente sanguínea, faz com que as idas ao banheiro sejam frequentes.
  • Sentir muita fome: as crianças com diabetes tipo 2 não produzem insulina suficiente para fornecer energia para as células do seu corpo e assim quando ele come, torna-se uma fonte de energia.

Se você identificar um ou mais sintomas, marque consulta com o pediatra do seu filho. É importante que você esteja atenta, sempre.

E o tratamento?

Para o tratamento da diabetes tipo 2 em crianças é semelhante a aquele recomendado para os adultos.

Ele só vai variar de acordo com as necessidades de crescimento e das preocupações específicas de cada criança.

O acompanhamento diário dos níveis de açúcar no sangue feito em casa é essencial para assegurar que seu filho nunca esteja em perigo.

obesidade-infantil-e-a-diabetes-tipo-2

É importante também que os professores, treinadores ou qualquer outra pessoa que convive com seu filho na hora que você não está por perto saiba que ele tem a diabetes, ok?

Mas a pessoa mais importante que dará as recomendações de dieta e de exercícios para manter seu filho sempre saudável será o pediatra.

Assim, seu filho estará em constante cuidado e dia a dia isso ajudará ele manter um peso saudável e diminuir os efeitos tão negativos da obesidade e a diabetes tipo 2.

Observação muito importante:

Nunca deixe de consultar um médico antes de qualquer atitude e jamais tente se automedicar. Não recomendamos que você retire a sua medicação.

As informações  do Ser Feliz Agora são de caráter informativo e não substitui o acompanhamento médico, fito terapeuta, terapeuta e profissional de educação física.