Como a diabetes tipo 2 afeta a vida das crianças

0
26

A diabetes é uma doença que vem afetando cada vez mais a população mundial, e infelizmente não é exclusiva em adultos.

Cada vez crianças vem tido a diabetes tipo 2. E nesse artigo vamos falar um pouquinho mais sobre assunto sério.

Mas o que é a diabetes tipo 2?

Linda e lindo, vamos primeiro entender o que é a diabetes tipo 2, para assim eu conseguir falar com vocês um pouco mais sobre isso, combinado?

Você com certeza já ouviu falar sobre diabetes e sabe que ela tem dois tipos, não é mesmo?

Mas agora vamos falar sobre o tipo 2 da diabetes, e funciona assim: o seu sistema digestivo quebra carboidratos em um tipo de açúcar chamado glicose.

Aí o seu pâncreas cria um hormônio, que é a insulina, que move a glicose do seu sangue para suas células.

Então, na diabetes tipo 2, as células do corpo da criança não respondem à insulina e a glicose fica acumulada na corrente sanguínea… e você sabe como isso é chamado? Resistência à insulina.

diabetes tipo 2

Assim, o nível de açúcar no corpinho da criança fica alto demais para que ele consiga lidar com isso. E no futuro, pode levar a outras condições, como insuficiência renal, cegueira e até doenças cardíacas.

LEIA TAMBÉM : Obesidade Infantil e a diabetes tipo 2 – Qual a relação?

E quem pode adquirir a diabetes tipo 2?

Esse tipo de diabetes pode atingir crianças :

  • Mais comumente em meninas
  • Crianças com sobrepeso
  • Quem tem histórico da doença na família
  • Crianças com resistência a insulina

Mas a maior causa ainda continua sendo o sobrepeso, e quando ela está nessas condições, ela está duas vezes mais propensa a adquirir a diabetes tipo 2.

E o que causa o sobrepeso nas crianças?

Uma ou mais das razões abaixo podem contribuir para que a criança ganhe o sobrepeso e acarretar na possibilidade de adquirir a diabetes tipo 2 em crianças:

  • Má alimentação, onde a criança só come comidas industrializadas e nada saudáveis
  • A falta de fazer exercícios, e aqui é a falta de atividades ao ar livre, como brincar com os amiguinhos, andar de bicicleta, de patins, etc…
  • Familiares que são obesos ou que foram obesos
  • E muito raramente, problema de hormônio ou outra condição médica.

LEIA TAMBÉM : Obesidade Infantil

E quais são os sintomas que você deve notar na criança?

Normalmente, de início, os sintomas são silenciosos, mas depois, com o tempo, eles começam a aparecer e você precisa estar atenta aos sinais, combinado? Se perceber algum desses sintomas, leve seu filho ao médico, ok?

  • Coceiras
  • Cansaço
diabetes tipo 2
Cansaço pode ser um sinal de diabetes tipo 2 em crianças
  • Fica com muita fome ou sede, mesmo depois de comer ou tomar algo
  • Ir muitas vezes ao banheiro
  • Respiração pesada
  • Boca seca
  • Perda de peso sem razão aparente

Como tratar a diabetes tipo 2 na criança?

O primeiro passo é ir ao médico para que ele solicite um exame de sangue para a confirmação do problema de saúde.

Ele, inclusive, vai poder dizer se a criança está com sobrepeso, baseado na altura, na idade e no peso dela.

Quando for confirmado o diagnóstico, ele possivelmente  vai receitar insulina e que você ajudae e  altere algumas rotinas da criança.

E o médico vai ajudar também, ensinando você e a criança a fazerem o teste de nível de açúcar  no sangue, e até indicar uma nutricionista para indicar uma dieta certinha para a criança.

Mas somente o médico é quem vai poder indicar o tratamento correto para seu filho, ok?

Como prevenir?

Alguns dos tratamentos também valem para a prevenção, como a alimentação saudável e os exercícios físicos para a criança. Estudos mostraram que fazer exercícios físicos reduzem drasticamente a resistência a insulina.

diabetes tipo 2
Brincar ao ar livre ajudar a criança a evitar a diabetes tipo 2

Como fazer a criança entender a sua condição?

Fazer a criança entender que ela possui uma condição diferente não é nada fácil, eu sei. Mas você precisa considerar alguns pontos, como:

  • Converse com a criança sobre saúde e peso, mas dê suporte a ela, deixe ela falar sobre suas preocupações
  • Em hipótese alguma exclua a criança com um tratamento especial, afinal, boa alimentação e mudanças na rotina podem favorecer a todos da família
  • Faça as mudanças gradativamente, para que não seja um choque grande para a criança.
  • Faça mais atividades com a criança, saia mais para fazer atividades ao ar livre e diminua o tempo de assistir tv e uso do computador (isso vale para você também!)
  • Faça também uma listinha dos “afazeres do dia” e sempre que a criança cumprir, elogie!

Quando você e toda a família passam a dar apoio, fica bem mais simples passar por essa fase da vida da criança.

E nunca se esqueça : somente um médico ou especialista é que podem indicar o tratamento correto para a criança, combinado?

Observação muito importante:

Nunca deixe de consultar um médico antes de qualquer atitude e jamais tente se automedicar. Não recomendamos que você retire a sua medicação.

As informações  do Ser Feliz Agora são de caráter informativo e não substitui o acompanhamento médico, fito terapeuta, terapeuta e profissional de educação física.

DEIXE UMA RESPOSTA

Escreva aqui seu comentário!
Por favor, coloque seu nome aqui